sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Movimento Anti-popota, leopoldina e arredondamentos!





"É extraordinário como é fácil fazer grande caridade com o dinheiro dos outros!!! Pedem-nos "apenas" dois euros e fazem-nos o favor de doar um para a caridade. Claro que quem aparece a doar no final vários milhares são os donos dos grandes armazéns... com o nosso dinheiro!

 Reparem no que diz o site de um desses supermercados: "Nestes últimos três anos conseguimos angariar (...) um montante superior a um milhão de euros, ".... Extraordinário realmente, sobretudo se pensar que esse milhão de euros foi automaticamente deduzido dos impostos desta empresa.... como se fosse dinheiro deles e não nosso.

 Se querem dar para caridade dêem directamente... ou se eu vos pedir vocês dão-me a mim para eu poder doar?! Então porque dão aos Modelos,Continentes e Wortens? Eles têm obrigação e responsabilidade social a cumprir! Exijam"




O texto não é meu. Partilho-o porque em parte estou de acordo.


EDIT:
No momento que acabei de publicar o post, estava o Dr Miguel Osório (Director de Marketing do Continente) a falar do segredo da missão sorriso (terá sido a voz que lhe deu a missão?)
Conseguiram em metade de meia dúzia de horas reunir o fantástico valor 219 mil euros! De notar que este valor foi 'colhido' com chamadas telefónicos para um número de valor acrescentado  em que cada chamada tinha o custo de 60 cêntimos + IVA. 
Também o nosso governo encaixa uns milhares à custa destas iniciativas para causas nobres. Neste exemplo em concreto foram 45.990€.
Aqui fica um bom exemplo do que o governo poderá fazer para sair da crise: promover causas nobres através de chamadas telefónicas de valor acrescentado em que receberão o IVA. Pensem nisso senhores ministros.