domingo, 26 de setembro de 2010

Casa para arrendar procura-se

Gosto bastante da zona em que vivo actualmente e também da casa. Mas os vizinhos são mesmo dos bons e uma pessoa passado uns anos aborrece-se. Maneiras que estamos a pensar em mudar de casa.
Isto de procurar casa tem que se lhe diga e vê-se barbaridades do arco da velha.
A primeira tarefa é a de obter números de telefone para fazer os telefonemas para os donos das casas e essa é mais ou menos fácil. Depois vem uma tarefa mais ou menos árdua, depende de quem nos atende do atende do outro lado. Em muitos dos casos a chamada resume-se a a: "Olá boa tarde, estou a ligar por causa de um anúncio de uma casa" e ao que respondem do outro lado "Olhe, a casa já está alugada...". Mas isto também se deve à época porque é nesta altura a grande procura de casas e de quartos em Faro.
Quando a casa ainda não está alugada em metade das chamadas temos pessoas chatas a querer alugar uma casa que têm que saber tudo da vida de uma pessoa sem ainda nos terem respondido à bela da pergunta :"Qual é o valor da renda?". Já à pergunta "Faz contrato?", 50% não faz o belo do contrato e portanto estão fora de hipótese.
Com metade eliminado porque já alugou e metade dessa metade excluído porque não faz o contrato fico com poucas hipóteses e é as que vou ver.
Infelizmente em muitas bastou ver a parte de fora(o que não quer dizer nada às vezes), para perceber o que ia sair dali. Casas com cheiro a mofo, antigas, nada de jeito. E pedem valores de renda engraçados para aquilo que é o apartamento.
Não tivemos sorte nenhuma nesta primeira tentativa, mas possivelmente vamos voltar a tentar.
Alguém tem conects?

domingo, 12 de setembro de 2010

Kart - Experiência fantástica

Já há muito tempo que ouvia pessoal a falar em Karting e que tinha na ideia de um dia ir experimentar.
Foi ontem o dia em que fui experimentar. Na despedida de solteiro do Luís fomos passar a tarde ao Kartódromo de Almancil.
Aquilo tem diversões para as crianças, tem um rodeo, carros telecomandados e um restaurante para beber a bela da mini. 
Um bilhete dá para 10 minutos e há vários Karts à escolha. Dependendo do Kart, se mais potente o bilhete é mais caro, se menos potente o bilhete é mais balato.
Quando se entra lá para dentro, mete-se uma toca na cabeça e escolhe-se o capacete. 
À entrada para a pista
Se estiverem lá mais pessoas para andar e se formos em grupo o mais provável é que não se consiga andar apenas com o grupo e temos mais umas pessoas a andar na pista connosco. São os chamados bots. 
Têm uns cacifos para pudermos colocar os valores e outras coisas que tenhamos connosco enquanto estamos a andar de kart. Atenção: Depois de andar de kart não esquecer de ir buscar os valores...
Depois vamos para os karts que já estão á nossa espera e ouvimos a missa que o rapaz de lá tem para nos dizer...segurança....bater com o kart...bla bla.... Ele cala-se e começa a festa.
A primeira volta é para nos habituarmos ao kart e conhecermos a pista. Demorei mais que uma volta até que isso acontecesse, e foi só mais para o fim que perdi o medo todo de me virar e andei sempre a fundo!
Acabou a corrida e conferencia-se; a experiência foi mesmo boa e chega-se à conclusão que se quer andar mais 10 minutos...
Bora a outra! Já tinha a experiência da primeira e esta segunda corrido foi mesmo brutal...andei sempre a fundo, a cortar nos correctores, virei-me a alta velocidade com todos a virem direito a mim sem saber muito bem o que fazer fiz o melhor... ficar quietinho.
Andei a picar-me com o Rui e uma vez o sacana ia-me pondo fora da pista. Mas nem assim lá foi porque lhe amadei pó para os olhos duas vezes... ou seja, passei por ele nas horas duas vezes. 
Aqui fica a foto dos pilotos :)
O pódio
É uma sensação fantástica e que quero repetir. A repetir será no de Portimão que é melhor e os karts andam mais. 
Kartódromo de Portimão, um dia aí vou eu!